10 coisas que o seu oftalmologista sabe…

Britânica se surpreende ao conseguir ver as horas após implante de olho biônico
27 de Janeiro de 2016
Música durante e após cirurgia tem efeito analgésico, diz pesquisa
10 de Fevereiro de 2016

10 coisas que o seu oftalmologista sabe…

… e gostaria que você soubesse também.

Os olhos podem ser a janela da alma, mas eles também são uma caixinha de segredos — segredos que nossos oftalmologistas conhecem muito bem, mas nós normalmente não os conhecemos. Aqueles petiscos de informação que nossos bebês azuis (ou verdes ou castanhos) escondem, na verdade, estão cheios de detalhes importantes, não apenas sobre os nossos olhos e visão, mas sobre a nossa saúde em geral.

1. Usar o computador não machuca seus olhos, ao contrário da crença popular

(Foto: Getty Images)

“Na verdade, não causa danos físicos ou médicos,” diz Douglas Rhee, MD, presidente do Departamento de Oftalmologia e Ciências Visuais na University Hospitals Case Medical Center em Ohio, EUA. Ele diz que olhar continuamente para a tela pode forçar os seus olhos, fazendo com que eles fiquem cansados e com que a sua visão fique temporariamente embaçada, então é uma boa idea dar um tempo de vez em quando. Mark Fromer, MD, um oftalmologista do Lenox Hill Hospital na cidade de Nova Iorque e o diretor de cirurgia de olhos no New York Rangers, sugere dar aos olhos um descanso a cada 20 minutos ao olhar para um ponto distante de 2 a 5 minutos e piscá-los para umedecê-los com lágrimas naturais.

2. Usar óculos não faz os seus olhos mais fracos.

(Foto: Getty Images)

“Me perguntam isso o tempo todo, mas é um mito,” diz Fromer. “A única coisa que acontece é que você enxerga melhor.” Mas com qual frequência você precisa de uma nova receita médica? Isso geralmente depende da sua idade, ele explica. Quanto mais velho você for, menos frequentemente você precisa mudar suas lentes, em geral. Uma boa regra de ouro: faça um novo par de óculos a cada ano se você for um adolescente ou um jovem adulto, e os substitua a cada um ou dois anos se você for mais velho que isso. Sinais de que já é hora de fazer novos óculos incluem dificuldade de ler e ver placas de rua, visão embaçada e dores de cabeça, diz Fromer.

3. Os olhos de todo o mundo são, na verdade, da mesma cor.

“O fundo da iris é castanho em todo o mundo,” explica Rhee. “A percepção do azul, do verde ou do castanho tem a ver com quão grosso o tecido da iris é.” E, na verdade, é normal e natural que a cor dos olhos mude conforme nós crescemos ou envelhecemos. “É muito mais preocupante se apenas a cor de um dos olhos muda, ou se os dois olhos têm cores significativamente diferentes,” ele diz, o que poderia indicar doenças. Além disso, pessoas com olhos claros, especificamente aquelas de descendência européia, são mais propensas a desenvolver uma condição séria, porém comum, conhecida como degeneração macular, que envolve a deteriorização da parte central da retina. Enquanto que as pessoas de descendência africana ou hispânica (a maioria das quais tem olhos escuros) têm um risco alto de glaucoma.

4. Passar um tempo ao ar livre pode neutralizar a tendência da miopia causada pela leitura em crianças.

“Apesar da leitura ter sido associada a induzir miopia em crianças, também foi mostrado que passar tempo ao ar livre diminui o risco de miopia,” diz Rhee. “Então leia os seus livros e depois vá para fora brincar.” Nós não sabemos o porquê, apesar de que cientistas especulam que poderia ser porque o nível de intensidade da luz é mais alto ao ar livre do que em ambientes fechados, o que aciona mais dopamina a ser lançada na retina. Isso, por sua vez, pode prevenir o olho de crescer da maneira que cresce em pessoas míopes. Outra possibilidade? A vitamina D da luz solar, que é conhecida por ser boa para a saúde ocular e a visão.

5. Os seus olhos ficam mais ressecados no inverno, assim como a sua pele.

Quando você sente os seus olhos arenosos, avermelhados ou irritados, há chances de que que eles estão mais ressecados por causa do inverno, diz Rhee. “A quantidade de lágrimas na superfície do olho é uma equação entre o quanto está sendo secretado versus o quanto seca ou evapora,” ele explica. “Quando o ar é mais seco, a evaporação acontece mais rapidamente.” Ele sugere ter um humidificador de ar no seu quarto, lubrificar os olhos com lágrimas artificiais, e beber muita água para ficar hidratado.

6. Você jamais deve ir dormir com as suas lentes de contato nos olhos — jamais!

(Foto: Getty Images)
Nunca faça isso, mesmo que a embalagem diga que não há problema, Rhee adverte. “Isso aumenta o risco de complicações e infecções no olho e pode ameaçar a visão.” Fromer diz que uma boa higiene é crucial com lentes de contato — lavar as mãos antes de tocá-las, uma solução noturna para desinfetá-las e um estojo super limpo para mantê-las protegidas.

7. Maquiagem pode causar lesões nos olhos.

Da próxima vez que você for escurecer ou aumentar os seus cílios, seja extremamente cuidadoso. “Vejo muitas lesões em olhos devido aos pincéis de rímel — as pessoas arranham suas córneas,” Fromer diz. “Algumas vezes, nós vemos os restos da maquiagem ficarem presos sob a camada externa do olho.” Isso acontece porque as células sobre a camada externa do olho, as vezes, envolvem as partículas de maquiagem e crescem ao redor delas, ele explica. O remédio? Gotas antibióticas e um tapa olhos. (Mas não se estresse — relativamente, isso ocorre raras vezes.)

8. Fumar pode danificar sua visão seriamente.

2“Fumar aumenta o risco de degeneração macular,” diz Rhee. Como somente a fumaça dos cigarros tem um efeito potencialmente tão grande na sua visão? “Fumar deteriora os pequenos nervos sanguíneos na retina e no nervo óptico, o que pode levar à perda de visão,” Fromer explica. (Nunca é tarde para parar.)2

9. Os seus olhos podem revelar outras condições de saúde subjacentes.

Seus olhos podem mostrar sinais de toda uma série de condições médicas, em geral somente vistas por um oftalmologista em um exame de rotina. O oftalmologista pode ver sinais de doenças cardíacas (evidente por uma formação de ramificações dos vasos sanguíneos nos olhos ou por uma mudança em suas larguras), câncer ou tumores (os sintomas podem incluir pupilas de diferentes tamanhos, pálpebras flácidas ou caídas e mudanças na estrutura do olho), problemas de tiroide (olhos esbugalhados são um sinal revelador), e até mesmo de HIV e outras doenças auto-imunes (inchaço e sangramento da retina são um dos sintomas comuns, embora isso normalmente só aconteça em um estágio muito tarde ou em casos de falta de tratamento do HIV/AIDS e de outras doenças do sistema imunológico).

10. Mais cedo ou mais tarde, todos teremos catarata e todos precisaremos de lentes de contato, óculos ou de cirurgia nos olhos.

(Foto: Getty Images)
“As lentes naturais dos olhos são cristalinas, mas conforme nós envelhecemos, elas começam a amarelar ou, algumas vezes, esbranquiçar,” diz Fromer, significando que a transparência natural dos olhos se perde — e isso é o que caracteriza a catarata. Entretanto, óculos escuros com proteção UV retardam a progressão da formação da catarata, então faça questão de usá-los. Todavia, todos devemos esperar pela inevitável perda de visão, não há nada que possa ser feito para diminuir o risco, diz Fromer, apesar de que a genética é um contribuinte. O que você pode fazer para retardar isso? Passe mais tempo ao ar livre. Da mesma maneira que acontece com crianças, adultos que têm um estilo de vida mais ao ar livre, geralmente têm uma visão melhor e demoram mais para precisar comprar óculos, lentes de contato ou passar por uma cirurgia refrativa.
Por Catherine Donaldson-Evans

Fonte: Yahoo Health

Deixe uma resposta